5 motivos para não visitar New York

Infelizmente, New York se tornou uma decepção para mim. Eu sempre sonhava em andar pela 5ª avenida com várias sacolas nas mãos, observar os letreiros da Times Square, caminhar pelo Central Park… e logo ao chegar ali, descobri que a cidade que nunca dorme não é a beleza, nem as maravilhas que vemos ao ligar a TV e assistir Sex and The City, Gossip Girl, ou qualquer filme natalino com cenas gravadas no maior parque da cidade.

O curioso é que antes de ir a New York, eu estava passando alguns dias em Chicago, e fiquei maravilhada com a limpeza, beleza, e educação na cidade! Com certeza, a Windy City foi uma surpresa. Na minha mente imaginei que New York seria uma Chicago melhorada, e fiquei com isso na cabeça até sair do hotel.

Um camareiro do hotel em Chicago nos perguntou para onde estávamos indo, e prontamente respondemos New York. Ele olhou para a gente com uma cara de desconfiado, e ele falou que tinha morado por alguns anos em NY e não gostava de lá. Na opinião dele, a cidade era suja, as pessoas ranzinzas, e era extremamente cara para se viver, inclusive nos subúrbios.

Após essa declaração, quem ficou desconfiada foi eu! Não acreditei muito no camareiro e parti confiante para New York. Passei alguns dias ali, e tenho, infelizmente, mais pontos ruins do que bons sobre a cidade na minha opinião:

1. Aeroporto JFK: Aeroporto bem sujo, especialmente na saída doméstica. O lixo se acumulava na área externa, que é pequena, nem um pouco digna para o aeroporto mais icônico da cidade. Além do mais, existem poucas informações no desembarque do aeroporto. Quando eu fui, a área estava em reforma, e turistas com alguma dúvida iriam ficar perdidos.

2. 5ª avenida: Sem querer comparar com Chicago, mas a Magnificent Mile é bem melhor que a Fifth Avenue. Além da principal avenida de compras de Chicago ter mão dupla, ser arborizada, e só possuir lojas de marcas confiáveis (não necessariamente caras), as pessoas são educadas até na hora de atravessar a rua, mesmo não vindo nenhum carro na direção contrária. A 5ª avenida é uma mistura de lojas de classe média, de marca, e antigas lojas com (muitas) quinquilharias empoeiradas. Além do mais, a Fifth Avenue é mais estreita que a avenida que passa na frente da minha casa, e além do mais, só vi esta avenida engarrafada! Pessoas passando por cima das outras, desrespeitando sinais de trânsito, e até mesmo a preferência de uma ambulância que passava por ali em um determinado momento.

3. Sujeira: As ruas e sidewalks estão sempre engorduradas. Fim do dia só se vê sacolas e mais sacolas de lixo nas calçadas.

4. Educação em prestação de serviços: Em Manaus, costumamos falar que nós pagamos para sermos mal atendidos. Idem em New York. Era raro encontrar uma loja ou restaurante que atendessem a nós, turistas brasileiros, bem. O hotel que eu fiquei teve um atendimento horrível, além de ter cobrado alguns milhares de reais a mais em diárias no meu cartão de crédito. Graças que o estorno existe! E só pra finalizar, o melhor atendimento que recebemos foi em um café perto do nosso hotel, cujos atendentes eram todos latinoamericanos. Por que será?

5. Educação das pessoas: Algumas pessoas podem até podem argumentar dizendo que New York é uma cidade global, tem um grande centro financeiro, as pessoas estão sempre com pressa, bla bla blá. A verdade é que muitos novaiorquinos são mal educados, tanto na hora de andar pelas calçadas quanto pedir informações, ou mesmo até na hora de atendimentos, como já citei. As pessoas falam muito mal de Paris, especialmente pelo mal humor e pela forma blasé dos parisienses lidarem com turistas estrangeiros, ou até franceses de outras cidades. A verdade é que em Paris eu nunca fui “quase” atropelada em uma calçada, muito menos ter uma pergunta negada por um local. Se a questão de “cidade global” fosse requisito para justificar a raiveza dos novaiorquinos, São Paulo seria uma cidade igual, ou pior. E vou ser sincera: paulistanos são muito mais bem educados que amazonenses, em geral. :)

Bem, tirando os pontos negativos de New York, pode se preparar para fazer ótimas compras, tirar lindas fotos, relaxar em uma caminhada nos parques, assistir a competições esportivas, e se deleitar em conhecimento de vários museus espalhados pela cidade! Claro que toda cidade tem seus pontos negativos e positivos, e particularmente, curti mais Chicago do que NYC. Mas sou feliz por já ter conhecido New York. Mas garanto que vou preferir visitar outras cidades nos Estados Unidos em uma outra oportunidade! :)

Anúncios