Como limpar moedas de um modo fácil

Olá gente! Hoje eu não vou falar de um lugar específico, nem contar relatos de viagem. Vou mostrar para vocês como eu limpei minhas moedas de um modo simples e eficiente, mas por que moedas?

Nesse post aqui eu compartilhei com vocês alguns motivos para guardar as lembranças de viagem, incluindo as moedas! Particularmente acho as moedas um reflexo direto do dia a dia de determinado local, e faço questão de manter alguns exemplares comigo para guardar de lembrança.

Mas uma coisa que sempre me incomodava era a higiene de algumas dessas moedas. Muitas estavam tão sujas que quase não dava pra ver os detalhes em relevo! Sempre postergava, e então nesse fim de semana decidi fazer a limpeza das minhas moedas sujas!

Antes de continuar, quero que fique claro que as moedas em questão são modernas, ou seja, continuam em circulação em seus respectivos países. Resolvi limpá-las por uma questão estética e de higiene. Não pretendo vendê-las nem utilizá-las novamente em viagens futuras.
Para consultar métodos de limpeza de moedas mais antigas, consulte um especialista em numismática.

Basicamente o procedimento foi assim:

  • Para começar, separei as moedas por cor, e as dividi em quatro grandes grupos: bronze, dourado, prata, e prata misturada com ouro.
  • Coloquei todas as moedas em vasilhas com água e vinagre: para cada colher de vinagre, coloquei duas colheres de água.
  • Não utilizei sal na mistura!
  • Para as moedas de cor bronze e dourada, utilizei vinagre branco, para as de cor prata e as pratas misturadas com ouro, vinagre vermelho.
  • Depois de algum tempo de reação (deixei pelo menos 30 minutos na solução), retirei as moedas e sequei com um pano.
  • Depois de secas, limpei com borracha.
  • O procedimento inteiro com todas as moedas durou aproximadamente 3 horas.
  • Moedas limpas!

Em si, o procedimento foi bem fácil, porém trabalhoso. Limpar cada moeda com a borracha, de uma a uma, foi o mais complicado de tudo. Vou mostrar os resultados para vocês:

  1. Prata e prata misturada com ouro

Coloquei as duas dentro da mesma explicação, pois os resultados foram semelhantes. Após deixar as moedas na solução por algum tempo, as sequei com um pano, e depois passei a borracha para retirar as impurezas.

Moedas de prata na solução com água e vinagre

Moedas de prata na solução com água e vinagre

Moedas de prata e ouro na solução com água e vinagre

Moedas de prata e ouro na solução com água e vinagre

Dentre todas, essas moedas foram as com resultados mais sutis: como elas eram, em geral, menos sujas, foram os dois grupos mais fáceis de limpar. Por outro lado, a diferença entre o antes e o depois é menos evidente, mas mesmo assim, notei que elas ficaram bem mais brilhosas.

Metade suja X Metade limpa

Metade suja X Metade limpa

Metade suja X Metade limpa

Metade suja X Metade limpa

Metade suja X Metade limpa

Metade suja X Metade limpa

2. Douradas

As moedas douradas, em geral, foram as que ficaram mais brilhantes. Depois de secar um pano e passar a borracha, a limpeza destas ficou bem mais evidente que as moedas de cor prata.

Moedas douradas na solução de água e vinagre

Moedas douradas na solução de água e vinagre

Também elas possuíam a menor quantidade de todos os grupos. Foi bem rápido, e de maneira geral, foi o grupo que mais fiquei satisfeita. Um meio-termo entre as mais fáceis e as mais difíceis de limpar.

Metade suja X Metade limpa

Metade suja X Metade limpa

Metade suja X Metade limpa

Metade suja X Metade limpa

Metade suja X Metade limpa

Metade suja X Metade limpa

3. Bronze

Sem dúvida, as moedas de cor bronze foram as mais difíceis, o que por consequência foram as que mais levei tempo para limpar. As minhas mãos ficaram bem sujas durante o procedimento desta cor!

Moedas de cor bronze na solução de água e vinagre

Moedas de cor bronze na solução de água e vinagre

Mas por outro lado, foram as que o resultado ficou bem mais evidente! Nesse grupo eu possuía algumas pennies (moedas de 1 centavo de dólar) que estavam muuuito sujas! Algumas delas eram mais antigas (moedas dos anos 70 e 80), mas algumas eram mais novas (2010) e estavam numa situação deplorável!

Dentre todos, esse foi o grupo de moedas que fiquei com maior medo de manchar. No início, eu achei que eu iria me arrepender do resultado, mas felizmente saiu tudo certo!

Metade suja X Metade limpa

Metade suja X Metade limpa

Ao mesmo tempo que consegui limpar a maioria, algumas coisas não consegui ajeitar. Uma parte das moedas possuíam manchas próximo ao relevo que não saíram de jeito nenhum. Como teste, deixei quatro pennies desta situação de molho por mais algumas horas na solução e aguardei o resultado. As manchas saíram! Valeu a pena a segunda rodada.

Penny suja vs. Penny limpa

Penny suja vs. Penny limpa

Porém, mesmo assim reitero que é preciso ficar de olho para que as moedas não manchem. Pode acontecer, pois o vinagre é uma substância muito ácida, mesmo com a dissolução do dobro de água.

Algumas pennies estavam tão sujas que acabei descobrindo ferrugem por debaixo da camada de sujeira. Essas, decidi não incomodar mais e deixei quieto. Mesmo assim, ela ficou toda limpinha e mais bonita.

Metade suja vs. Metade limpa

Metade suja vs. Metade limpa (P.S.: moeda é bronze, a luz refletida fez parecer prata!)

Mesma moeda, toda limpa

Mesma moeda, toda limpa (P.S.: moeda é bronze, a luz refletida fez parecer prata!)

 

Conclusão

De acordo com os resultados que obtive, vale a pena limpar as moedas que conseguimos nas nossas viagens. Como essa é uma coisa que passa de mão em mão, não sabemos quem pegou e em quais condições este pequeno objeto ficou. Não me arrependo da limpeza, e ainda mais, achei que foi um procedimento muito importante.

Ao mesmo tempo que gostei do resultado, também quero dizer que fiquei de olho o tempo inteiro (especialmente com as de cor bronze), com medo de manchar as moedas, especialmente as mais antigas!

Dentre todas as moedas que limpei, as pennies foram as mais difíceis, tanto pelo tamanho, e especialmente pela sujeira de algumas. As mais fáceis de limpar foram os rublos, especialmente as moedas de 50 kopeeks (0,5 rublo) e de 10 rublos. As que mais gostei do resultado foram as moedas de 10 coroas tchecas: o brilho voltou, sem perder nem um pouco da cor.

 

 

Anúncios