Moscou e segurança

Olá, internet! :)

Já que me desafiei a escrever um post por dia sobre a Rússia nesta semana, vou falar sobre outro assunto importante que de vez em quando trazem à mesa: segurança. Tem vezes que algumas pessoas questionam se a Rússia é realmente segura, ou se existe algum tipo de risco para visitantes estrangeiros.

Infelizmente eu não posso falar um contexto geral sobre TODO o país, então vou me focar mais em Moscou, que é onde boa parte dos turistas ficam, como agora nessa época de copa.

Moscou, nas minhas impressões, me pareceu uma cidade muito segura. A princípio ela pode parecer intimidadora e fechada, mas o importante é que as pessoas sentem uma grande sensação de segurança, em boa parte da cidade.

P1000889

Placa indicativa próxima ao Teatro Bolshoi

É comum ver dois tipos de policiais rondando as ruas: uns mais bonitos e longilíneos, com coats arrumados exibindo seus brasões, e outros maiores e bem fortões que utilizam uma roupa com uma estampa camuflada amarela. Os primeiros são aqueles que ficam fazendo uma guarda mais tranquila, e os segundos são ativados em situações que precisam um maior tipo de atenção, como eventos com muita gente. Eu não sei qual a diferença corporativa entre esses dois tipos de policiais (nem sei se eles são chamados exatamente assim, também), mas o importante é que você vê muitos deles nas ruas.

O povo russo em geral é bem tranquilo, e não sei se algum tipo ou característica da sociedade ajuda a inibir alguns tipos de violência. Mesmo em espaços com muita gente (como o metrô), você fica tranquilo com as pessoas ao seu redor.

Mas é claro que existem exceções. Uma vez ou outra alguém publica que foi vítima de um batedor de carteira, ou que sofreram algum golpe na rua. Um dos mais conhecidos é o tal do golpe do maço de dinheiro: uma pessoa te aborda perguntando se uma certa quantidade de dinheiro no chão é sua; daí você abre sua carteira (ou o lugar onde você guarda sua plata) pra ver se você acabou deixando algo cair, e é nesse momento que os comparsas dessa pessoa saem de algum lugar pra te assaltar.

Já aconteceram ataques terroristas recentes também. Antes da minha ida à Rússia, uma bomba explodiu no aeroporto de Domodedovo, e em outra ocasião, duas mulheres-bomba ativaram seus explosivos no metrô. Algum tempo depois, aconteceu uma situação lamentável em Volgogrado (pertinho de onde morei), e até escrevi brevemente sobre isso.

Você pode gostar também: Atenção em Volgogrado

Essas situações podem assustar, mas elas são raras. Muitas são ligadas a questões políticas, e quando a crise na Chechênia estava no seu auge, o nível de tensão era bem grande. Hoje essa questão parece estar mais tranquila comparada ao que já foi, mas honestamente, não sei muito bem opinar profundamente sobre esse assunto pois nunca mais li nem estudei sobre certos assuntos geopolíticos. :(

Mas enfim, mesmo sendo brasileira e latina, achei Moscou e a região do Volga bem seguras. Aqui no Brasil eu vivo paranoica com a questão da segurança, então não sei se meio que por isso eu já acho muitos lugares bem mais seguros. Aqui tenho medo de caminhar na rua mesmo que certa coisa fique perto da minha casa, pois na minha cabeça tenho a certeza de que serei assaltada ou pior. Às vezes eu evito sair para determinados lugares por que eu não gosto do estacionamento, seja ele ruim ou inexistente. Não gosto nem de andar sozinha na minha universidade à noite! Enfim, prefiro pecar pelo excesso. Pelo menos em Moscou eu andava sozinha em vários lugares, e mesmo sendo estrangeira nunca temi.