Museu Botero: finalmente

Olá, internet! Apesar de já conhecer bem a capital da Colômbia, ainda existiam lugares que eu ainda não havia visitado. Um deles era o Museu Botero, e juro que sempre quis ir, mas nunca conseguia! Dessa vez eu bati o pé e disse que iria de qualquer maneira, e deu certo, haha. Hoje vou tentar explicar um pouco como foi.

Mas esse museu é de quê? E quem é Botero?

Fernando Botero é um artista plástico colombiano conhecido especialmente por retratar as pessoas mais gordinhas, seja através de pinturas, esculturas, e desenhos à mão livre. Algumas obras dele são bem conhecidas, como a pintura da Monalisa e a Mão gigante.

Pois bem, ele doou algumas de suas obras ao Banco da República em meados dos anos 2000, e após isso, este banco abriu o museu e o mantém até hoje.

Algumas informações

O Museu Botero está localizado bem no coração da Candelária, bairro central de Bogotá com muita influência colonial espanhola. No mesmo edifício se encontra o Palácio da Moeda e um museu de arte Contemporânea. A entrada para os três é gratuita e é possível (na verdade, recomendado) visitar os três numa manhã (ou tarde) inteira.

(comentário em off: o prédio onde se encontra o museu é lindo, uma obra à parte!)

Vale ressaltar que o Museu Botero abre todos os dias, menos às terças-feiras.

IMG-20180328-WA0095

Um pedacinho do edifício onde se encontra o museu Botero

 

Interação

O museu é um dos locais mais visitados na Candelaria, e é bem interessante de interagir com as obras, seja através de fotos, ou até mesmo apreciando todos os detalhes das pinturas. É fácil ver o padrão estético que o artista segue e na minha opinião, cada obra é igual, mas ao mesmo tempo diferente, única!

Certamente, a visita ao museu é interessantíssima! Ali é um ótimo local para aprender e tirar fotos. Os arredores também são imperdíveis, e é recomendável pegar um mapa e conhecer tudo que a Candelária tem a oferecer!

Desde já desculpa pelas imagens tremidas, aaa! Meu telefone estava nas últimas e não é recomendável andar com câmeras na Candelária :(

20180328_12375020180328_12350620180328_123347

Neste lugar escolhido…

“…Segundo o cronista Fray Pedro de Aguado como o mais corroborado e esclarecido, que formava uma residência temporária do Zipa fez Don Gonzalo Ximenes de Quesada em 6 de agosto de 1538, a primeira fundação da cidade de Santafe de Bogotá, ato que ratifico solenemente em 27 de abril de 1539, no que hoje se encontra a Praça de Bolívar”.

Essa declaração se encontra em uma pequena casa em Bogotá que é considerada a construção mais antiga da cidade. E esta casinha se encontra no antigo e lindo bairro da Candelaria, no centro de Bogotá.

A Candelaria é de fato o bairro mais antigo de Bogotá. Ela possui casinhas de influência hispânica, pintadas de cores vibrantes e sempre mantendo suas características barrocas originais (foco para os telhadinhos alaranjados!). Essas lindas casinhas ficam em ruas estreitas, com ladrilhos no chão, e todas conseguem manter o ar puramente colombiano.

Ruela na Candelaria

Ruela na Candelaria

Um outro detalhe bem interessante é que cada rua da Candelaria possui um nome sugestivo, seja por alguém que morou por lá, seja pela atividade de alguma loja que existia ali, pela característica de alguma casa… nada muito formal! :)

Rua do Fantasma

Rua do Fantasma

Uma outra curiosidade interessante sobre o lugar é que até os anos 1970, não havia uma real diferença entre a Candelaria e o centro de Bogotá, e quando essa distinção finalmente foi feita, muita coisa se transformou por ali. A Candelaria finalmente retinha uma personalidade própria, retomando o posto de patrimônio histórico, e com isso, os hotéis, restaurantes e outras atrações turísticas foram ficando mais organizadas, aos poucos se desvencilhando dos momentos conturbados da Colômbia dos anos 80.

Um ponto alto dali é a presença da Praça Bolívar (oficialmente, o marco inicial de Bogotá), em homenagem ao libertador da Gran Colombia. Essa praça é muito bonita e cercada de monumentos históricos.

Praça Bolívar

Praça Bolívar

Como todo bairro antigo (especialmente na América Latina), existem muitas igrejas por ali, de todos os tamanhos e estilos. Além disso, a Candelaria é bem servida com ótimos museus (foco para o Museu do Ouro!).

Arquitetura colonial

Arquitetura colonial

Ali tem vários turistas, entusiastas da arte e curiosos sobre história! No dia em que fomos lá, uma grande rede de TV da Colômbia estava gravando um documentário sobre o bairro com um ator famoso de lá (esqueci o nome dele!). Uma mega produção! Para conferir, é só viajar para a Colômbia! ;)

 

Colômbia! Por que não?!

Quando as pessoas escolhem a América do Sul como destino de viagem, muitos pensam na Argentina, Chile, ou até mesmo passear por Machu Picchu. Poucos pensam na Colômbia como uma primeira opção.

A Colômbia é um país de contrastes. Existem cidades cosmopolitas, belas praias, regiões campesinas, e até um pouco de floresta amazônica. Grandes festivais, shows e muitos artesanatos  fazem da Colômbia o destino perfeito para quem procura um lugar diferente para passar as férias, mas não muito longe do Brasil.

A verdade é que existem poucos voos diretos saindo para a Colômbia. A Avianca opera duas rotas para Bogotá, uma saindo de São Paulo, e outra do Rio de Janeiro. A TACA/LACSA oferece uma rota via Brasília. Até pouco tempo, a TAM também oferecia um voo direto para Bogotá, mas com a fusão com a LAN e a formação da LATAM, o voo foi extinto, e os voos para a Colômbia saem apenas via Santiago. Outra boa opção é viajar pela Copa, com conexão no Panamá, trecho que fiz recentemente. Existem voos diretos para o Panamá em Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo.

Bogotá é uma cidade linda, cosmopolita e grande, com pouco mais de 7 milhões de habitantes e a 2600 metros acima do nível do mar. Algumas pessoas sentem dificuldades na respiração, e é comum que pessoas que não estão acostumadas a altitude sofrerem de pequenos sintomas como sangramento nasal ou até tonturas.

Reprodução: Wikipédia

Aqui vão os 5 principais lugares para se conhecer em Bogotá, na minha opinião:

1. Monserrate

A igreja de Nossa Senhora de Monserrate se encontra no topo de uma das montanhas ao redor de Bogotá. Vista incrível da cidade! Existe também uma feirinha que vende vários artigos do artesanato colombiano. Vale a pena também assistir uma missa, aos mais religiosos. Depois postarei relatos da minha visita a Monserrate.

2. Museu do Ouro

Larga variedade de artefatos de ouro produzidos por povos pré-colombianos. Chama muita atenção dos estrangeiros, especialmente àqueles mais interessados em história.

3. Praça de Bolívar

É a principal praça de Bogotá. Ao redor, encontram-se alguns dos prédios mais importantes da Colômbia representando os três poderes, como o Capitólio e o Palácio Nacional.

4. Museu Botero

Quem gosta de arte vai se encantar por esse lugar! Fernando Botero doou seu acervo pessoal para esse museu, além de obras suas, o museu possui de outros artistas importantes para a história da arte como Picasso, Monet, Miró, Dali, dentre outros.

5. La Candelaria

A Candelária, ou La Candelaria, é o bairro mais antigo de Bogotá, que ainda conserva arquitetura colonial, e ruas super estreitas. Definitivamente uma volta ao tempo!

Placa que indica a primeira construção no assentamento de Santa Fé de Bogotá em 1538.

Vale também conhecer nos arredores de Bogotá:

1. Usaquén

2. Salto del Tequendama

3. Catedral de Sal de Zipaquirá

4. Palacio de Nariño

5. Casa de la Moneda

6. Guadalupe

Aproveite sua visita a Bogotá! Em breve, mais relatos de terras bogotanas!