8 motivos para você se hospedar na Recoleta

Olá, internet! Buenos Aires é um destino que atrai muitos brasileiros, e não é por menos. A cidade é linda, cheia de lugares interessantes pra visitar, comemos comida boa e tudo isso é bem aqui pertinho! Existem muitas opções de hospedagem na capital argentina, e nesse post vou explicar alguns motivos pra você escolher a Recoleta como o lugar onde você vai descansar.

1. O bairro é seguro

Quando algumas pessoas procuram onde se hospedar em determinado lugar, o fator que mais pode se destacar é a segurança do local. Claro que outras variantes como preço e localização são fortes e nos ajudam a determinar com mais segurança qual hotel/hostel comporta nossas necessidades, mas segurança parece ser um fator primordial pra muita gente.

A Recoleta é um dos bairros mais seguros de Buenos Aires (“impressionamente turistamente” falando), pelo menos foi o mais seguro em que caminhei. Não senti necessidade de ficar desconfiando da minha sombra, como aconteceu na Calle Florida ou em La Boca.

2. Tem muitas opções de hospedagem

O bairro da Recoleta possui uma série de hoteis e hostels. Esse fator já ajuda (pelo menos em teoria, né) a ter preços mais competitivos por causa da concorrência. Também já indica que a área possui alguns hoteis de redes internacionais, que agradam a muitos.

p1140416

3. Comida boa

A Recoleta possui muitas opções de bares e restaurantes! Para uma pessoa que gosta de comer e beber como eu (risos), ficar num bairro tão movimentado assim é uma mão na roda, haha.

Os preços são variados, existem dos mais caros aos mais baratos. A variedade de comidas é grande também: pizzas, petiscos, sanduíches, carnes (muita carne); então o lugar pode agradar a muitos gostos!

4. Comprinhas!

Às vezes os lugares que possuem muitos restaurantes nas proximidades também possuem lojas! Com a Recoleta não é diferente, e dá pra fazer muitos tipos de compras sem precisar pegar um carro.

Bem pertinho do meu hotel ficava o Recoleta Mall, que é um shopping bem importante da capital argentina (é pequeno para os padrões brasileiros, mas me ajudou muito lá!). Me lembro que o Hard Rock Café também fica em outro centro comercial – vi uns objetos de decoração lindos lá, mas não pude trazer.

20160911_161931

Foto conceitual: ombro. haha

5. Pontos turísticos

Tem algumas pessoas que gostam de ficar num lugar bem localizado quanto à presença de pontos de interesse importantes da cidade. Alguns lugares notórios de BA ficam na Recoleta, e isso ajuda muito!

Eu conseguia ir a pé do meu hotel para alguns lugares como a Floralis Genérica, o Cemitério da Recoleta, o MALBA, a livraria El Ateneo e outros! Na época que fui, o clima estava bem ameno, então caminhar era uma delícia!

6. Os parques

A Recoleta é cheia de parques! Não sei vocês, mas amo parques! Se fico perto de um parque, depois de um dia cansativo eu me estiro no chão e ao mesmo tempo que descanso eu aprecio o momento!

Muitas pessoas fazem o mesmo, então é legal observar o movimento, ver quem frequenta tal lugar e se der, como alguma coisinha ali mesmo! (nem que seja um sorvete, um biscoito, haha)

20160911_104846

7. O local é agradável

Caminhar pela Recoleta de fato é muito gostoso! O trabalho de paisagismo no bairro de maneira geral é ótimo, e agrada a maioria das pessoas que o visitam! O bairro é muito arborizado, limpo e esteticamente bonito (meu gosto)!

Uma das coisas que mais me encantavam era a quantidade de pessoas passeando com seus cachorros! Era um cãozinho mais lindo que o outro!

8. Economia com dinheiro do táxi

Para concluir, é importante economizar dinheiro em Buenos Aires! A cidade é relativamente cara (independente do bairro que você fica), e economizar é sempre bom! Tem muitos táxis no bairro, mas de peso em peso, você já teria guardado bastante dinheiro.

Como dá pra fazer muita coisa a pé, já sabemos onde isso vai dar.

Onde se hospedar em Manaus?

Olá, internet! Hoje teremos mais um post da categoria Amazonas, e vou falar sobre um assunto que interessa muita gente que é a hospedagem! Quando se trata de sair de casa, o local que escolhemos para passar o dia (ou melhor, a noite) é de suma importância e pode nos revelar um pouco da característica do viajante.

Pois bem, aqui em Manaus posso dar minha contribuição como moradora, e por conhecer bem os bairros daqui (pelo menos eu acho haha), vou dividir esse post em duas categorias: trabalho e turismo.

Primeiramente, vamos falar de trabalho! Aqui em Manaus temos o Pólo Industrial, localizado majoritariamente no bairro do Distrito Industrial (nome muito criativo, não?). Isso quer dizer que aqui na cidade existem uma série de fábricas de vários setores, notadamente duas rodas, linha branca, bebidas, petróleo e gás, entre outras.

Por causa disso, o fluxo de pessoas de outros estados e países (especialmente os diretores e outros funcionários das fábricas) é muito alto, e normalmente essas pessoas costumam se hospedar no próprio bairro do Distrito Industrial, que possui uma série de hoteis de qualidade e que possuem a bandeiras internacionais, como Holiday Inn, Ibis, Comfort e Novotel.

Outros viajantes mais business que não focam em empresas do Distrito costumam ficar em bairros mais centrais (não confunda central com o bairro do Centro). Esses hoteis mais centralizados se encontram entre os bairros do Parque 10, Nossa Senhora das Graças e do Adrianópolis, que são locais de renda mais alta, e portanto, de melhor estrutura. Por exemplo, durante a Copa e as Olimpíadas, os times de futebol se hospedaram em Adrianópolis.

Além do pessoal business, essas regiões também atraem turistas, (já fazendo aqui a transição entre trabalho e turismo) mas é bom ficar claro de que essa área fica longe dos principais pontos turísticos da cidade, sendo obrigatória a locomoção por carro, táxi, uber, ou por algum tipo de shuttle. Apesar da distância, alguns hoteis da área como o Quality, o Mercury, o Ceasar Business e o Millenium ficam bem próximo a shoppings, e o acesso a bons restaurantes (por exemplo) fica bem mais fácil. Também nessa região ficam hoteis como o Blue Tree, Express Vieiralves, Hotel Adrianópolis e o Ibis budget.

Outro lugar bem procurado por turistas é a Ponta Negra, que muitos aqui consideram o local mais nobre da cidade. O local fica bem próximo ao rio, tendo um complexo tipo um beira-rio com vários quiosques e lojas, e também sempre com vários eventos, especialmente na região do anfiteatro. Ali existem dois hoteis, o tradicionalíssimo Tropical e o Wyndham Garden, normalmente o queridinho das celebridades e políticos.

O Tropical é de longe o hotel mais tradicional da cidade, mas já viveu dias melhores. Mesmo assim, continua sempre deslumbrante! Quando eu era criança, costumava passar os domingos no hotel, onde almoçava, ía ao zoológico e até de vez em quando dava um pulinho na piscina, que possuía aquelas ondas artificiais que achava beeem divertidas! Quando fiquei mais velha, ia jogar tênis de vez em quando lá.

Agora vamos falar do Centro da cidade, que é o local bem procurado por turistas, especialmente os mais aventureiros! Ali que se localizam os principais pontos turísticos da cidade (aka entorno do Teatro Amazonas), e apesar do nome do bairro ser Centro, ele se localiza bem na orla da cidade. Ele leva esse nome por ser o local onde a cidade nasceu, portanto, de onde tudo surgiu.

Ali se encontra uma grande variedade de hoteis e hostels. Confesso que não conheço a grande maioria e não sei sua qualidade, mas aparentemente a maioria deles não possui uma qualidade tão boa quanto em outras regiões da cidade. Mesmo assim, alguns dali parecem se destacar como o Boutique Hotel Casa Teatro e o Taj Mahal, que tem um restaurante giratório no topo. Existem também hostels de qualidade na região, e para tirar dúvidas (dos hostels e de outros hoteis do Centro), consulte as opiniões do Trip Advisor.

Uma dica para quem vai se hospedar no centro: muito cuidado. Infelizmente ali é uma das regiões mais perigosas da cidade, especialmente à noite.

Enfim, se você chegou aqui, muito obrigada! Espero que esse post tenha sido útil e aproveite sua estada aqui na cidade! :)